Página inicial SetaNotícias SetaEscolas estaduais terão currículo unificado em 2013

Escolas estaduais terão currículo unificado em 2013


19/11/2012

CURRÍCULO REFERÊNCIA

Escolas estaduais terão currículo unificado em 2013

Professores definem conteúdos a serem ensinados a cada bimestre

A partir do próximo ano letivo, todas as 1.095 unidades escolares da rede estadual estarão utilizando um mesmo currículo referência. Nesse momento, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) repassa às subsecretarias a versão preliminar desse currículo que vem sendo construído pelos professores da rede desde dezembro de 2011. Nos últimos dias, os professores, sob orientações dos tutores pedagógicos e dos representantes dos componentes curriculares (RCCs) nas 40 regionais, fizeram a consolidação da proposta, por disciplina e por bimestre, e devolveram à Seduc as considerações finais. A meta é que o currículo referência – uma das iniciativas previstas no Pacto Pela Educação, o plano de reforma educacional da rede pública estadual – esteja pronto em dezembro.

Sair de mais de 1 mil diferentes currículos para chegar a uma única proposta que pudesse contemplar, ao mesmo tempo, a legislação brasileira e as especificidades das escolas em todo o estado foi um processo que demandou muito trabalho e diálogo permanente com os educadores. A unificação dos currículos, porém, se fazia urgente para a Secretaria da Educação, pois dela depende o fortalecimento de outros processos, como o de acompanhamento e avaliação do ensino e do aprendizado dos alunos e também o de formação continuada dos professores.

Por enquanto, cada regional tem o seu currículo. Mas o objetivo da Secretaria da Educação é garantir que até dezembro, os professores incorporem à proposta preliminar todos os conteúdos necessários para a uniformização da base curricular. Um currículo referência para toda a rede estadual, bimestralizado, garante a correção de distorções e contribui para melhorar a qualidade do ensino. O currículo único também garante a continuidade dos estudos para quem quiser ou precisar mudar de escola no decorrer do ano letivo. Quando chegar numa nova escola, o estudante verá os conteúdos que ainda não viu na escola anterior, sem prejuízos para o seu aprendizado.

Construção

No segundo semestre do ano passado, os técnicos da Gerência de Desenvolvimento Curricular (Gedec) do Núcleo de Orientação Pedagógica da Secretaria da Educação iniciaram o processo de análise dos currículos que eram utilizados pelas escolas nas diferentes regionais de educação. Havia escolas com uma aula apenas de Língua Portuguesa na semana e três ou quatro aulas semanais de disciplinas secundárias. Outras com um número grande de disciplinas e poucas aulas, enquanto em outras o currículo era reduzido.

Em outubro, uma primeira versão de currículo básico com a bimestralização dos conteúdos foi feita pela Gedec. Essa proposta foi apreciada e validada pelos professores nos meses de novembro e dezembro de 2011. No início do ano letivo, a proposta com as contribuições dos professores começou a ser testada em cada uma das regionais.

De maio a agosto, o currículo em teste foi analisado, incorporando as considerações feitas por mais de quatro mil profissionais que, naquele momento, elegeram um Representante do Componente Curricular (RCC) para, a partir de então, responder pela disciplina na regional. Dessa forma, a Secretaria da Educação passou a contar com cerca de 600 RCCs nesse diálogo para construir o currículo das escolas públicas estaduais de Goiás.

As regionais de educação recebem a versão preliminar do currículo referência que contempla as principais sugestões e indicações feitas pelos professores para cada disciplina, em cada uma das regionais. Por enquanto, a proposta é diferente por subsecretaria, mas nesta etapa final, deverá ser unificada. Agora os técnicos da Seduc farão a sistematização desses dados apresentados pelos representantes dos componentes curriculares para apresentar às regionais a proposta final do documento que norteará o trabalho das escolas a partir do próximo ano.

O calendário das reuniões com os Representantes de Componentes Curriculares já foi definido:

- Dias 22 e 23 de novembro: História, Ensino Religioso e Espanhol
- Dias 29 e 30 de novembro: Ciências, Biologia, Química e Física
- Dias 10 e 11 de dezembro: Filosofia, Matemática e Inglês
- Dias 13 e 14 de dezembro: Português, Geografia e Sociologia

 

Acesso Rápido